Apresentação – Convite

Se você desejar participar deste grupo de idéias, conhecimentos, discussões e trabalho, seja muito bem vindo. Espero que o retorno seja muito útil para você nas suas atividades profissionais. Estamos falando da área de Tecnologia da Informação, mais precisamente de “Projeto de Desenvolvimento de Sistema”.


Estive em um processo de criogenia, fiquei hibernando por mais de 15 anos !

futurama1

Durante este período não acompanhei a evolução das metodologias de desenvolvimento de sistemas e os novos métodos de gerenciamento de projetos e quando o período de hibernação terminou, encontrei um mundo muito diferente!!!

futurama2

Objetivo (O quê?)
A finalidade deste trabalho, iniciado em 2016, é de criar uma base de conhecimento (KB ou BOK) a respeito do assunto: “Projeto de Desenvolvimento de Sistema” na área de Tecnologia da Informação.
Esta base poderá ser acessada por todos os participantes do grupo e com a colaboração dos mesmos iremos criar as definições das melhores práticas.
Cabe ao participante determinar se as informações, recursos, e documentos, disponibilizados, são ou não úteis para suas atividades ou seu conhecimento, caso contrário o participante pode simplesmente ignorar o material.

Motivo (Por quê?)
Um pouco de história; Meu primeiro curso de análise de sistema foi concluido em 1970, a partir desta data, além de atuar na análise e projeto, passei a também pesquisar e estudar os métodos existentes de desenvolvimento de sistemas, como professor, naquela época já existiam muitas siglas para as metodologias, tais como: BISAD, MAS, LCS, etc. O estudo de metologias sempre fez parte da minha vida profissional, exceto nos últimos anos.
Bem, as tecnologias existentes na época, de modo geral, tinham um aceitável grau de sucesso, ou seja, no prazo, dentro do orçamento e com qualidade.
Estive ausente do estudo das tecnologias durante um período, mas neste mesmo período trabalhei no desenvolvimento de alguns aplicativos em algumas empresas, tempo em que observei o que estava acontencendo, somando-se a isso tive conversas com projetistas e desenvolvedores de sistemas, os quais confirmaram que as mesmas situações se repetiam nas empresas em que trabalhavam.
Mas, quais são estas situações?
Entregas com atrasos, entregas não aderentes as necessidades dos clientes, estouro do orçamento, reclamações dos clientes, documentação inadequada, ambiente de desenvolvimento “carregado”, madrugadas de trabalho, etc.
Bem nem tudo que observei foi assim, existiu alguns raros casos de sucesso, mas a maioria tinham os problemas da descrição acima, isto em várias empresas (grandes e médias) e em vários sistemas (aplicativos). Observei, também, que em todos os casos existiram vilões e heróis.
Este trabalho tentará sanar ou pelo menos reduzir estes problemas através de métodos, roteiros e técnicas apropriadas. É a ideia.

Método (Como?)
Todo o desenvolvimento do material está sendo apoiado por vários Gigabytes de e-books, slides, documentos diversos, como também de livros físicos e outros materiais diversos.
Pretendo, também, colocar neste trabalho um pouco da minha experiência no assunto, que foi adquirida durante os 45 anos de atividades relacionadas a informática, aconselho aos participantes de colocarem suas experiências e conhecimentos para enriquecer o material.
Não estarei colocando a bibliografia e os links, pois a quantidade, destes itens, é muito numerosa, então você pode usar o “Google” para obter mais informações ou simplesmente me solicitar quais as refêrencias usadas no documento.

Compartilhamento (Onde?)
Não sei ainda qual a melhor maneira de compartilhamento, se por site, blog, banco de dados centralizado, “google drive”, etc. Vamos trocar idéias.

Liberações (Quando?)
O material será liberado e alterado, sempre que desejado ou necessário, durante o tempo de vida do grupo.
Os documentos serão evolutivos, ou seja, serão modificados a cada iteração (versão), pois não é possível analisar todo o mateiral de apoio de uma única vez.

Colaboração (Quem?)
Todos os participantes do grupo devem participar das alterações, incorporações, ideias e demais atuaçoes para melhorar a base de conhecimento.

Atenciosamente,

Carlos

Deixe uma resposta